This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

Novidades do Underground Nacional



Novidades do Underground nacional via Metal Media


Ancesttral: Banda em pré-produção do novo disco!



Um dos principais nomes do Metal Nacional está de volta ao estúdio.
Depois de espalhar sangue e violência em seu EP de 2012, o ANCESTTRAL se prepara para gravar o sucessor direto de seu aclamado álbum 'The Famous Unknown', de 2007.
O grupo está se reunindo em seu estúdio para a pré-produção do trabalho. "O EP 'Bloodshed and Violence' foi muito bem aceito e sabemos que temos que representar este trabalho a altura", comenta o guitarrista Leonardo Brito.

Apesar de ainda ser um pouco cedo para mais detalhes, o ANCESTTRAL adianta que o novo trabalho será ainda mais pesado que o EP.
Para quem ainda não tem, o EP 'Bloodshed and Violence' está disponível para download gratuito e pode ser baixado pelo link: http://www.ancesttral.com/bloodshed.rar

Contato para shows e merchandise: press@ancesttral.com
---

Chaos Synopsis: Reunindo assassinos do mundo todo em novo disco



Morte sempre foi um assunto corriqueiro na temática das bandas de Música Extrema e com nossa realidade cada vez mais violenta, o assunto acaba perdendo muito de seu impacto se não for bem usado.

Foi com esse cuidado que o CHAOS SYNOPSIS mergulhou em uma pesquisa árdua para levar ao ouvinte algo realmente novo e relevante.

"'Art of Killing' foi pensado para tratar apenas um tema específico, serial killers ao redor do globo. Eu (Jairo) e JP estudamos as particularidades de vida, contexto histórico e formas de matar de cada psicopata abordado nas músicas, contendo inclusive em algumas letras algo da língua nativa falada pelo psicopata em questão", detalha o vocalista Jairo.

Através deste profundo estudo o CHAOS SYNOPSIS reuniu alguns dos maiores serial killers do mundo, confira pelo tracklist do trabalho:

01 Son of Light (Brasil)
02 Vampire of Hanover (Alemanha)
03 Rostov Ripper (Ucrânia)
04 Bay Harbor Butcher (EUA)
05 Demon Midwife (Japão)
06 Red Spider (Polônia)
07 Zodiac (EUA)
08 B.T.K. (Bind, Torture, Kill) (EUA)
09 Monster of the Andes (Colômbia)
10 Art of Killing (instrumental)

'Art Of Killing' foi gravado no estúdio Oversonic com produção de Vagner Alba e coprodução do baterista Friggi Mad Beats. A masterização ficou por conta do alemão Andy Classen e a capa por Rafael Tavares.
Contatos para shows e merchandise: jairochaos@yahoo.com.br


---

Skinlepsy: Banda apresenta prévia de música de novo álbum



Depois de anunciar a gravação de seu primeiro álbum e a volta aos ensaios para shows que estão sendo marcados, o SKINLEPSY disponibiliza uma prévia de 'Condemning The Empty Souls'.

Trata-se da canção 'Global Desolation' ainda sem masterização. Todo o trabalho de gravação e produção está sendo feito em São Paulo, no Estúdio 44 sob a tutela do proeminente produtor Beto Toledo, profissional que vem ganhando notoriedade pelo seu perfeccionismo e respeito com as bandas com as quais trabalha.

A música pode ser conferida aqui:

  


Skinlepsy - Global Desolation by Metal Media

'Condemning The Empty Souls' está em fase final de masterização e em breve o SKINLEPSY nos disponibilizará mais novidades sobre o trabalho.

A banda, formada em 2003 e reunida em 2011, conta com músicos que já passaram por bandas como Siegrid Ingrid, NervoChaos, Anthares, Skullkrusher, Pentacrostic e Opera.

Contato para shows e merchandise: skinlepsy@hotmail.com

---

Unearthly: Guitarrista agora é endorser da Blakhart Guitars






O UNEARTHLY acaba de anunciar que o guitarrista e vocalista Felipe Eregion é o novo endorsee da fabricante de guitarras Blackhart.

A empresa, situada nos Estados Unidos, fabrica instrumentos especialmente para bandas de Metal Extremo e tem em seu cast músicos de bandas como: Deicide, Origin, Gwar, Malevolent Creation, entre outros. 

Confira mais sobre o trabalho da empresa, aqui: www.blakhartguitars.com

O quarteto carioca continua na preparação de seu novo trabalho, um DVD gravado em sua mais recente turnê na Europa.

Contato para shows e merchandise: shows@theunearthly.com

Entrevista: Pleaides/Flagelador/Ancestral Malediction


Mais uma entrevista do nosso mega parceiro Heavy Metal Online




Fearless




Em meados de 2010, a banda começou a tornar forma nas mentes do irmãos Daniel Vasconcelos e Davi Vasconcelos. O som caracteriza-se por uma fusão do Folk Europeu, a música clássica e Power Metal. As musicas possuem um “feeling” épico introduzido em uma temática Medieval.

Davi Vasconcelos nos concedeu uma entrevista, uma das mais importantes para a carreira da Fearless. Acompanhem...



MOM: Primeiramente, gostaria de parabenizar a banda Fearless pela assinatura com as gravadoras DeFox Records e Heart of Steel Records! Conte-nos como ocorreu essa oportunidade.

Davi Vasconcelos: Obrigado pelos parabéns e obrigado por essa matéria. Bom, mais ou menos em setembro ou outubro a banda concluía as composições do novo álbum, então eu comecei a mandar emails para várias gravadoras com o intuito de lançar o novo álbum mundialmente. A Heart Of Steel Records aparentemente gostou tanto do som que resolveu lançar a nossa demo de uma vez ao invés de esperar o álbum full ficar pronto.


Giovanni Rezende
MOM: O interessante que essa é a mesma Gravadora que assinou com a banda também juizforana Glitter Magic. A demo será regravada ou eles farão a remasterização do trabalho pronto?

Davi Vasconcelos: Sim, conheci a Heart Of Steel através do Glitter Magic, inclusive gostaria de aproveitar a oportunidade e agradecer ao Luqui di Falco e ao Mauri Moore por terem ajudado com a experiência deles durante o processo de negociação com a gravadora. A demo já foi remasterizada pelo nosso produtor e vocalista Daniel Vasconcelos.
Pedro Farinazzo

MOM: Como a gravadora comercializará a demo de vocês?

Davi Vasconcelos: O álbum será colocado à venda em várias lojas online como Itunes, Amazon, etc.

Alex Sottani
MOM: Em nota oficial da Gravadora Defox Records, vocês foram comparados a bandas de grande renome mundial do estilo, Rhapsody of Fire, Steele Virgin, entre outras. Como se sente a respeito desse elogio e aceitação?

Davi Vasconcelos: É muito bom saber que as pessoas se lembram dessas bandas quando escutam o Fearless. Obviamente ainda estamos em um nível muitíssimo menor do que o dessas bandas, mas é sempre bom ser comparado a alguém ou algo que você admira. O Rhapsody é uma das nossas maiores influências. Acho muito importante ter um leque grande de influências porque é essa variedade combinada que vai definir a originalidade da banda.

Daniel Vasconcelos
MOM: A banda foi idealizada inicialmente por você e seu irmão, Daniel Vasconcelos, em 2010. Há quanto tempo vocês estão nesta empreitada musical?

Davi Vasconcelos: Se não me engano, o nosso primeiro show foi em 2010 mesmo, mas nem música própria a gente tocava ainda. Eu diria que a banda se firmou mesmo em meados de 2011 com a entrada do Alex nos teclados, possibilitando que a gente tocasse o que tinha em mente desde o início.

Gabriel Belozi
MOM: Vocês tocaram em outras bandas antes do Fearless?

Davi Vasconcelos: Eu, o Daniel, o Gabriel e o Giovanni somos amigos de infância então sempre tocamos juntos e de certa forma sempre soubemos que íamos acabar montando algum projeto sério, mas antes do Fearless era só brincadeira, nada profissional.

Davi Vasconcelos
MOM: Quais são as novidades para o primeiro full lenght?

Davi Vasconcelos: O álbum full será um salto muito grande se comparado à nossa demo, quem gostou da demo com certeza vai adorar o álbum. Musicalmente falando, as novas composições estão bem focadas nas melodias, de forma que até o ouvinte mais casual seja capaz de curtir, e, é claro, sempre com aquele feeling épico e teatral. Os temas líricos continuam sendo as pequenas crônicas de sabedoria médio-oriental, focando no folclore judaico e abrangendo outras áreas também.

MOM: Davi, agradeço a disponibilidade em conceder esta entrevista! Muito sucesso para você e para a banda Fearless!

Davi Vasconcelos: Eu que te agradeço, e parabéns pelo trabalho do Mines Of Metal!

Formação:

Bateria/ Baixo/Teclados/ Vocal/ Guitarras e Backing Vocals

Curtam a page da banda no Facebook e fique por dentro das novidades!




Opinião:

Grandes representantes do power metal nacional, embora não tão famosos. As músicas me relembram muito Rhapsody, como citado na entrevista. Destaco a música Prayer of the King, você que gostam de power metal vão entender meus motivos.


Hammurabi


Com seu trash metal intenso a Hammurabi foi criada em meados de 2006 por Daniel Lucas e Crislei Rodrigo após a dissolução da banda Gestalt. Neste mesmo ano lançaram uma demo com duas faixas, Submersos, que foi muito bem aceita pela mídia especializada brasileira possibilitando dessa forma shows em outros estado quase que de imediato.



Em 2008, ainda de forma independente, veio seu primeiro lançamento profissional, Shelter of Blames, alavancando sete shows em três semana consecutivas em SP, inclusive capital, e ainda a abertura do show da banda alemã Sodom em sua passagem pela capital mineira. Em setembro de 2010, a banda lançou seu primeiro full lenght, The Extinction Root, pela lendária Cogumelo Records que foi responsável por lançamentos de bandas de grande reconhecimento internacional como Sepultura, Sarcófago, Overdose, Chakal e Vulcano. E a distribuição internacional pela Relapse Records nos Estados Unidos.



No início de 2010 tiveram uma grande surpresa, Paulo Junior, baixista de uma das maiores bandas do metal nacional, o Sepultura, apontou a banda como a Revelação Nacional do ano de 2009. Já em 2011 fizeram uma tour nacional que contemplou mais de 50 shows, com os quais tiveram a oportunidade de dividir o palco com bandas como Vader, Ragnarok, Onslaught, Gama Bomb e Dark Funeral

Formação

Daniel Lucas, Críslei Rodrigo, Wesley Ribeiro e Lucas Antonucci
Video clip


Curtam a page da banda no Facebook e fique por dentro das novidades!

Escutem online


Opinião

Muitas palavras podem designar sobre o que achei dessa banda... A única que encontrei foi: FENOMENAL!!! Faz jus a indicação como a melhor banda de 2009 e dividir o palco com alguns monstros do metal internacional! Como disse no post anterior é meio complicado indicar uma só música de um trabalho de qualquer banda, mas a Blessed by Hate é sem palavras! 

Entrevistas: Krisiun , Veneral Sickness, Atomic Fear

Entrevistas efetuadas por nossos parceiros do site Heavy Metal Online!


Part 2



Slasher




Detentora de uma sonoridade agressiva, elaborada e moderna, a banda Slasher soma suas Influências, por parte de cada integrante, chegando ao que conhecemos como Trash Metal, onde o estilo resulta composições únicas e nenhuma limitação e regras do estilo.


Broken Faith
Iniciou seus trabalhos áudio gráficos em 2008 com o lançamento do EP Broken Faith (Independente) conseguindo uma ótima recepção pelos fãs e mídia especializada e garantindo destaque nos principais veículos de comunicação (Roadie Crew, Whiplash, etc) O alcance desse primeiro Ep ultrapassou  as expectativas despertando o interesse de sites, revistas e rádios em diversos países da Europa e América do Norte. Em 2011 foi lançado o álbum debut Pray For The Dead de forma independente com a assinatura de Ricardo Piccoli e arte do álbum pelo artista francês Stan W-D.






A banda foi selecionada por representantes da Sony Music, EMI, Maquinaria e SWU para participarem de uma coletânea em que foram os únicos representantes nacionais. Com os resultados positivos a banda foi convidada para participar de enventos importantes como W.O.A., Metal Battle Brasil, Ratos de Porão, Angra e André Mattos. Também sendo selecionada como “Melhor Banda do Estado de São Paulo” em pesquisa realizada pelo site Whiplash.

Formação
Lucas Bagatela/ Skeeter/ Wellington Clemente/ Taddei Roberto/ Lúcio Nunes
Video Clip


Escutem os albuns online


Download Link

Opinião

Realmente intenso e agressivo, fazia tempos que não escutava um grande banda de trash nacional! As musicas dão vontade de sair dando porrada em tudo que se tem pela frente. Nem sempre eu tenho músicas preferidas, pois todas tem um significado diferente, mas a música Hate, mesmo sendo curta, é a que mais me chamou atenção pela sonoridade simples e intensa.

Glitter Magic


Glitter Magic é uma banda que mescla Hard Rock com Heavy Metal, buscando aliar o peso do Heavy com as baladas do Hard dos anos 80. Iniciaram seus trabalhos em 2005 com o repertório baseado em covers e com o tempo as composições se tornaram o carro chefe dos shows. O nome Gliter Magic é uma alusão as música Black Magic do Slayer, uma de sua influências.



Com as composições, se fez necessário o trabalho em estúdio e em 2006 lançaram sua primeira demo Snakeblood com a música título. Participou das coletâneas Bandas Novas – Vol IX, foi a mais votada para o evento em 2007, Quem toca Cover ta Fora em 2008 e Hard Rock Mineiro Vol 1 em 2009. Em 2010 a banda se reuniu em estúdio para enfim lançar o álbum Bad for Health em abril de 2012, ganhando o selo da gravadora italiana Heart Of Steel Records.


As críticas foram ótimas na Europa, Ásia, América do Norte e no Brasil, pela revista Rodie Crew. A gravação foi toda produzida em Juiz de Fora, MG, (cidade natal da banda) assim como primeira parte da mixagem. O trabalho final ficou por conta de Jerry Torstensson, baterista da banda Draconian, e o artwork ficou por conta de Marcelo Vasco, responsável por álbuns  de bandas como Belphegor, Borknagar, Vader, entre outras. 

Formação:

Mauri Moure, Luqui di Falco, Rhee Charles, Glux e Andy Ravel
Video Clip



Curtam a page da banda no Facebook e fique por dentro das novidades!



Escutem o Álbum online:



Opinião:

Apesar do nome, não menosprezem esta banda! O som é incrível e realmente merecem o sucesso que de pouco a pouco vem conseguindo! O som é bem trabalhado e cadenciado, o vocal, apesar de as vezes parecer forçado, é o que da mais charme a música, passando o sentimento real da coisa! Ótimo trabalho!


Dreizehn XIII



Dreizeh é uma banda de J Rock formada em meados de 2007 com influências do Visual Key por bandas de destaque do estilo como X- Japan, Luna Sea, Dier en Gray, Despairs Ray e Girugamesh. Anteriormente a banda se chamava, até 2006, Kineru~sei, mas por incompatibilidades ideológicas entre os integrantes a banda foi dissolvida e adotaram nome atual.



Apesar de adotarem o J Rock como estilo principal, o nome da banda é alemão. A escolha do nome se dá pela pronuncia agressiva do idioma alemão (Dreizehn /draiziân/) cujo significado é o numeral 13 e a escolha do numeral romano XIII foi com a intenção de deixar de forma universal. Sendo uma das bandas pioneiras no Brasil do estilo, participou de vários festivais regionais em Juiz de Fora, MG, e na Zona da Mata que abrangiam bandas de diferentes estilos, como Hard Rock e vários outros estilos, para difundir e integrar o estilo ao gosto dos headbanguers.


Alguns dos festivais que foram convidados a participar foram a 1ª Edição do Festival Circuit ON, onde várias bandas de J Rock se apresentaram em 2008 no Rio de Janeiro, RJ, J’s Fest onde abrange as melhores bandas do gênero do Brasil e vários outros festivais na região. O que a banda quer passar para o público são formas de lidar com o lado obscuro da mente humana, do sexo ao ocultismo, do ódio ao amor e amizade. O lema é escancarar de forma irônica e descompromissadamente a hipocrisia humana e todo modo de pseudomoralismo.



Opinião:

Apesar de não ser meu estilo preferido, é de se tirar o chapéu! O trabalho é bem executado, os riffs simples dão um charme a mais na construção musical. Produção impecável, vocais preservados e sem muito exageros. Ótimo Trabalho!